Buscar
  • ericagonsales

Sábado

Acordei emendando uma cerveja logo depois do café preto. Uma inquietação do sonho de sexo bom que tive. Meu corpo todo um convite, como se a pele fosse declaração de amor.


Acordei um pouco sufocada, as janelas e portas fechadas, o horário no relógio avançado demais. E logo respirei aliviada com mensagens de carinho, o sol antes da chuva, sem nenhuma louça pra lavar.


Acordei com saudade. Tão enorme que fez presente no meu quarto vozes e sorrisos. Uma saudade que me faz companhia, já é parte de mim.


Acordei devagar, bem depois da aurora, no tempo de despertar pro desejo, pra beleza dos outros e a paz do meu lugar. No tempo da disposição pra uma cerveja antes do almoço, pra ficar pensando e sentindo bem melhor.


Olha lá, o sol acabou de bater no meu teclado e caem uns pingos também. O verdinho das folhas estão prateados. Hoje é um dia lindo pra estar acordada.



Cena de O Céu de Suely, de Karim Aïnouz

0 visualização